Heróis de Ressaca (2013)

482451_10151994290629672_1940886138_n
A terceira parceria cinematográfica entre os gênios Simon Pegg e Edgar Wright – ao lado do bróder Nick Frost – pode não ser tão perfeita quanto os já clássicos Todo Mundo Quase Morto e Chumbo Grosso, mas Heróis de Ressaca (esqueça o medonho título nacional) é um tesouro a ser descoberto.

Alguns dos temas caros ao diretor – a critica à mesmice e à homogeneização, a dificuldade de encarar a vida adulta, a força da amizade – estão presentes nessa obra inteligente que referencia desde clássicos dos anos 50 como Vampiros de Almas, passando pelo diretor John Carpenter até um clima de Doctor Who. O estilo acelerado característico do diretor rende sequências hilárias e o elenco caprichado dá conta do recado de forma mais do que eficiente.
Ainda que o clímax seja um pouco forçado, a curiosa melancolia que percorre todo o filme, assim como o epílogo genial, posiciona Heróis de Ressaca como uma comédia que é, sim, porraloca, mas que conversa diretamente com o seu passado, com a nostalgia da juventude e com tudo o que você deixou pra trás.

★★★★½

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s