mãe!

Como experiência sensorial, mãe! é um filme admirável e corajoso em sua proposta. Tenso, nervoso, perturbador ao nível gráfico e inquietante como poucos, a nova obra de Darren Aronofsky é um filme cujas imagens e cujos sentimentos que estas evocam irão demorar a sair de seu pensamento.  A trama básica traz Jennifer Lawrence como a … Continue lendo mãe!

Anúncios

Blade Runner 2049

Se o que nos torna humanos são nossas experiências e nossas memórias, o que resta de nossa humanidade quando estas memórias e experiências são forjadas? O conceito de alma existe somente em que é gerado de forma natural ou esta também existe naqueles criados de forma artificial? Estes são alguns dos questionamento levantados nesse belíssimo … Continue lendo Blade Runner 2049

Liga da Justiça (2017)

O grande problema do Universo Cinematográfico da DC parece ser o fato de que, ao contrário de sua concorrente Marvel, não há um planejamento executado de forma consciente ao longo dos anos com vistas a projetos futuros. Na verdade, o chamado DCU vive de tentar corrigir os erros do passado. Assim, após a recepção morna a … Continue lendo Liga da Justiça (2017)

Lady Macbeth

Baseado na obra de Nikolai Leskov, Lady Macbeth é um obra perturbadora em seu retrato do papel da mulher em uma sociedade primordialmente paternalista e misógina. Vendida a seu marido, a jovem Katherine [a quase estreante Florence Pugh entregando uma atuação de veterana] se vê presa em mundo repleto de restrições e preconceitos. Ao se … Continue lendo Lady Macbeth

Star Wars: O Despertar da Força (2015)

O que temos aqui – para além da memória afetiva e da expectativa – é uma obra carregada de nostalgia que chega derrubando todas as portas com um olhar moderno e relevante. Para nós, sortudos espectadores, resta apenas que nos entreguemos de corpo e alma a essa deliciosa aventura de muito tempo atrás numa galáxia muito distante.

Quarteto Fantástico (2015)

O novo filme do Quarteto Fantástico é uma aventura que funciona de forma eficiente até exatamente 55 minutos de projeção, quando então a mão do estúdio entra com força na obra e transforma a última meia em um emaranhado de segmentos desconexos, apressados e bizarros, esfacelando qualquer possibilidade de redenção. Não é o desastre que os mensageiros do Apocalipse trombeteiam, mas sim um produto obviamente mutilado incapaz de elevar-se acima do medíocre.

Capitão América: Guerra Civil

Guerra Civil é filme pipoca da melhor qualidade, com um desenvolvimento de personagens mais do que bem sucedido e que ainda encontra tempo para discutir temas dos mais pertinentes, tudo isso embalado em uma obra visualmente impactante e emocionante. Um filme de super heróis como todos deveriam ser.